Por que o blog?

Portinari, Chorinho, 1942

Desde que saí do serviço público, penso em escrever sobre as experiências que tive na área da cultura. Embora não seja artista e não tenha me aventurado tanto assim na produção cultural, dentro das instituições em que trabalhei tive o privilégio de poder testemunhar e participar de projetos e discussões.

A ideia de compartilhar essas experiências vem de uma aposta.

A cultura é incrível. Quando acuada, se reinventa. A impressão que tive nesses últimos meses é que, embora o cenário não seja favorável para a produção cultural, há uma demanda na cena para encontrar saídas. Trabalhadores da cultura são pessoas que optaram já por uma área não tão reconhecida pela sociedade e são bastante ávidas em enfrentar dificuldades.

Então a aposta é essa: é um momento fértil para se inventar novas formas, ações, formatos, perceber demandas, linguagens, tecnologias, organizar negócios, comunidades, públicos, imaginários. O Estado não tratará a cultura como estratégica – talvez nunca tenha tratado.

O intuito, então, do blog é proporcionar ideias, dicas, relatos de experiências e reflexões sobre todos esses novos projetos que irão surgir.

 

P.S. Decidi publicar esses relatos no formato Blog por causa do entusiasmo causado quando surgiu. E também para pensar e compreender como os algoritmos das redes sociais pode influenciar no que lemos.

 

3 comments on “Por que o blog?

  1. Marcito, você sempre nos surpreendendo… da poesia à prosa da produção cultural. Bravo! Obrigada 🙏🏼

Deixe uma resposta para Vandreza Freiria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.